JavaScript is required to use Bungie.net

Fortaleza das Sombras - Prévia da Narrativa - Capítulo um

ESTILHAÇADOS

"Seu chá esfriou."

Já tinha esquecido que Ikora havia me dado chá. Minha mente está cheia de preocupações.

"Eu... eu já me queimei antes."

"Impressão minha ou Eris Morn, a taciturna, fez uma piada? Estou chocada."

"O universo tem muitos cantos. Ainda há muitas coisas chocantes a descobrir."

Uma pausa se estende entre nós duas.

"Eu estava pensando... a gente podia ir até a Cidade. Tem um lugar de lamen muito bom. Eles fazem a mistura perfeita de sabores e temperos."

"Seria ótimo."

Agora ela está perscrutando meu rosto. Será que ela sabe?

"Você está indo embora."

Eu nunca consigo esconder nada dela.

"Diz pra mim que eu estou errada."

"Existe um propósito maior."

 Ela não se dá por satisfeita. O cenho dela se franze sob o peso da decepção.

"Quando você volta?"

Não tenho resposta.

"Então você está abandonando a gente."

"Ainda há muito a fazer. Você não sabe as coisas que eu vi."

"Sem você, nós teríamos ficado perdidos. Precisamos de você aqui. Você sabe disso." 

Se eu fosse revelar para onde vou — o que preciso fazer —, ela jamais permitiria que eu partisse.

"É algo que eu tenho que fazer sozinha. É..."

"Deixa ela ir."

Zavala. Ele tem sempre que dar opinião em tudo.

"Eris já está decidida. Você não pode forçá-la a ficar."

"Acho que você não sabe o que diz, Zavala. Já se esqueceu que a gente só sobreviveu por causa dela?"

"E somos todos muito gratos, mas se não formos capazes de sobreviver na ausência de uma única pessoa, estamos com os dias contados."

Ikora não vai conseguir vencer essa batalha. Não quero que ela lute.

"Os seus sussurros ecoam pela Torre. Eu não estando aqui, conforme o seu desejo, não vou ter mais que aturá-los."

O corajoso comandante nem consegue me olhar nos olhos.

"É verdade?"

Você já sabe, Ikora. Não posso perder mais tempo.

"Como eu disse para Asher, a tempestade está vindo..."

"Oryx morreu. Já passamos pela tempestade."

Ikora está contrariada. Ela ainda não entendeu o panorama geral das coisas.

"Mas as irmãs vão fazer de tudo para seguir os desígnios dele. Tem sempre outra tempestade a caminho."

"Então vamos passar por ela juntos."

Agora quem se sente desanimada sou eu. 

"Já conseguimos sobreviver sem ela. Vamos conseguir de novo."

Meneio com a cabeça para Zavala, agradecendo. Finalmente estamos de acordo. Ikora, por sua vez...

"Você enxerga tudo, menos aquilo que já tem."

Ela me dá as costas e se afasta. Eu não a impeço. Errada ela não está.

"Boa sorte".

Quem fala é Zavala, mas são palavras vazias.

Por mais que eu sofra ao partir desse jeito, não posso continuar pondo as pessoas em perigo.

Esse fardo foi confiado a mim, somente a mim.

Eles vão me perdoar — isto é, se eu sobreviver.
Você não tem autorização para ver esse conteúdo.
preload icon
preload icon
preload icon